BLOG

Relatos ilustrados de nossos roteiros

Você esta aqui:

November30

TRIP | Birdwatching na Serra do Cipó

 

 

Cortando mais de 1000 quilômetros em Minas Gerais e Bahia, a Serra do Espinhaço é a única cordilheira montanhosa do Brasil. Coberta por Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga, o Espinhaço é também um dos maiores centros de endemismos do mundo. Abrigando paisagens deslumbrantes e biodiversidade riquíssima, o Espinhaço é certamente um dos melhores destinos para observação e fotografia de natureza do mundo. Nessa expedição visitamos a Serra do Cipó.

 

Serra do Cipó está localizada no Espinhaço é protegida por importantes reservas, como a APA Morro da Pedreira e o Parque Nacional da Serra do Cipó. A altitude de ambas porções serranas varia de 700 a 1600 metros e a vegetação acima de 1000 metros é caracterizada pelos campos rupestres e de altitude, possuindo ambientes típicos de Cerrado e Mata Atlântica em suas faces. Atualmente as Serras da Moeda e do Cipó são destinos procurados por turistas das mais variadas modalidades, geralmente atraídos por esportes de aventura e turismo de natureza.

 

Nos dias 16 e 17 de novembro de 2017 recebemos os observadores de aves Clézio Kleske e Marcos Paiva, do Rio de Janeiro, para um roteiro rápido buscando as espécies endêmicas e características do Cerrado e dos Campos Rupestres Mineiros, com foco na Serra do Cipó.

 

Possuíamos muito pouco tempo para passarinhar e, então, focamos nas espécies endêmicas. Na primeira manhã seguimos para o Distrito de Lapinha da Serra e antes mesmo de começarmos a trilha principal, conseguimos registrar alguns lifers para nossos clientes. Foi possível clicar o suiriri-cinzento (Suiriri suiriri), o tico-tico-de-bico-amarelo (Arremon flavirostris), pula-pula-de-sobrancelha (Myiothlypis leucophrys), soldadinho (Antilophia galeata) e guaracava-de-topete-uniforme (Elaenia cristata) entre outros.

 

2017.11.09_0252017.11.09_0272017.11.16_011

 

Começamos então a busca pelas espécies endêmicas. Como nos dois últimos roteiros, tanto pedreiro-do-espinhaço (Cinclodes espinhacensis) quanto lenheiro-da-serra-do-cipó (Asthenes luizae), não apareceram bem na trilha que costumo usar, resolvi utilizar outros pontos e deixar a trilha principal descansando. Boa escolha. Os dois não deram trabalho nenhum, apareceram e deram ótimas chances para fotografia. Ficamos por vários minutos na frente deles.

 

2017.11.16_005 2017.11.16_004

 

Ainda na mesma trilha, tivemos a oportunidade de clicar outras espécies interessantes, como o tico-tico-do-banhado (Donacospiza albifrons), papa-moscas-de-costas-cinzentas (Polystictus superciliaris) e o endêmico beija-flor-de-gravata-verde (Augastes scutatus). No caminho de volta tivemos ainda a chance de fotografar o endêmico lagartinho-de-crista-do-espinhaço (Eurolophosaurus nanuzae). Antes de encerrarmos o dia, ainda conseguimos colocar a choca-do-nordeste (Sakesphorus cristatus) na conta. Vale citar que a Serra do Cipó é o extremo sul da distribuição dessa espécie.

 

2017.11.16_002 2017.11.16_007 2017.11.16_0032017.11.16_0062017.11.16_012

 

No dia seguinte fomos para o Parque Nacional da Serra do Cipó, onde conseguimos aumentar ainda mais a lista de lifers do Clézio e do Marcos. Logo de cara foi possível fazer um baita registro, a codorna-do-nordeste (Nothura boraquira), que estava cantando bastante e se aproximou com certa facilidade. Ao longo da manhã toda a lista foi aumentando com as adições de chorozinho-de-chapéu-preto (Herpsilochmus atricapillus), pipira-da-taoca (Eucometis penicillata), cisqueiro-do-rio (Clibanornis rectirostris), casaca-de-couro-amarelo (Furnarius leucopus), rapazinho-dos-velhos (Nystalus maculatus), canário-do-mato (Myiothlypis flaveola) entre outros.

 

2017.11.16_0132017.11.16_0142017.11.16_015 2017.11.16_016

 

Antes de encerrarmos o dia, passamos em um ponto no alto da Serra do Cipó e lá conseguimos registros bastante incomuns na região. Conseguimos ótimas imagens do papa-mosca-do-campo (Culicivora caudacuta) e do canário-do-brejo (Emberizoides ypiranganus).

 

2017.11.16_010 2017.11.16_008 2017.11.16_009Agradecemos a confiança dos nossos clientes e a todos os parceiros que possibilitam nossos roteiros. Foram mais de 20 lifers para cada um deles, em dois dias bastante agitados na Serra do Cipó e com 100% dos objetivos atingidos.

 

Grande abraço,

 

EDUARDO FRANCO

 

  • Posted by Eduardo Franco
  • 5 Tags
  • 0 Comments
COMMENTS