BLOG

Relatos ilustrados de nossos roteiros

Você esta aqui:

March12

BIRDING TOUR | Caraça + Cipó

 

 

Considerada a única cordilheira do Brasil, o Espinhaço se estende por mais de 1.000 quilômetros nos Estados de Minas Gerais e Bahia. Passando por Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga, destaca-se por ser um dos maiores centros de endemismos do planeta e é, portanto, um dos melhores e mais procurados destinos para turismo de observação e fotografia de natureza. Nessa viagem recebemos o casal Peter e Katrien, da Bélgica, para uma rápida viagem pela porção sul da cadeia, com destaque para as Serras do Caraça e do Cipó.

 

minas-nature-birding-caraca-001

 

Chegamos ao Santuário do Caraça no final da tarde e e seguimos direto para uma das áreas de campos rupestres em busca das espécies típicas desse habitat. Lá chegando já fomos dando de cara com alguns beija-flores-de-gravata-verde que abriram com chave de ouro nossos trabalhos. Por ali ainda avistamos um par de papa-moscas-de-costas-cinzentas.

 

minas-nature-birding-caraca-002 minas-nature-birding-caraca-003

 

Fizemos check-in na pousada e já era hora de ir para o jantar, no caminho até o refeitório a grande surpresa, um lobo-guará já perambulava pelo estacionamento em busca do alimento oferecido todas as noites pela casa. Aproveitamos a luz do dia e a tranquilidade do lobo e ficamos por mais de 1 hora observando aquele belo animal.

 

minas-nature-birding-caraca-004

 

No dia seguinte visitamos uma curta trilha em fragmento florestal onde foi possível avistar espécies como o fruxu, tangará, borbletinha-do-mato e pica-pau-rei. O tempo estava muito nublado, com alguma chuva as vezes, o que dificultou um pouco o trabalho. Buscávamos também avistar mamíferos, principalmente os macacos guigós, mas até então nenhum sinal deles.

 

minas-nature-birding-caraca-005 minas-nature-birding-caraca-006 minas-nature-birding-caraca-007 minas-nature-birding-008 minas-nature-birding-009

 

A tarde fizemos uma subida até a famosa Capelinha de Lourdes e no caminho conseguimos registrar o tapaculo-serrano e a maria-preta-de-garganta-vemelha. Na volta, no entorno do Santuário, algumas aves comuns como o gibão-de-couro e a viuvinha.

 

minas-nature-birding-010 minas-nature-birding-011 minas-nature-birding-012 minas-nature-birding-013

 

No dia seguinte a chuva voltou a apertar pela manhã e tivemos que adiar nossa saída. Conseguímos sair já no meio da manhã, ainda sob uma fina e insistente garoa. Mesmo assim a trilha rendeu resgistros bem importantes como o formigueiro-da-serra, trinca-ferro e pitiguari.

 

minas-nature-birding-014 minas-nature-birding-015 minas-nature-birding-016 minas-nature-birding-017

 

Em determinado momento, em um trecho de mata mais preservada e alta, percebi muitos frutos novos no chão da trilha o que poderia ser sinal da presença dos macacos, ainda mais que os havia encontrados na semana passada na mesma região. Sugeri a eles que ficássemos ali por um momento para tentar encontra-los. Valeu a espera e conseguimos avistar e o bicho, que ficou bastante curioso com a nossa presença e permitiu um bom tempo de observação. Na volta ainda conseguimos adicionar algumas espécies para a lista, com destaque para a choquinha-de-dorso-vermelho e o formigueiro-assobiador.

 

minas-nature-birding-018 minas-nature-birding-019 minas-nature-birding-020 minas-nature-birding-021

 

Antes de pegar estrada para a Serra do Cipó, ainda deu tempo para mais uma curta e trilha e bons registros do joão-botina-da-mata, rabo-mole-da-serra, canário-do-mato e chorozinho-de-chapéu-preto.

 

minas-nature-birding-022 minas-nature-birding-023 minas-nature-birding-024 minas-nature-birding-025

 

No dia seguinte, já na Serra do Cipó, visitamos o povoado de Lapinha da Serra em busca dos endemismos  dos campos rupestres. O tempo estava feio, mas arriscamo subir a trilha. No caminho avistamos algumas espécies em destaque a maria-preta-de-penacho e a guaracava-de-topete-uniforme.

 

minas-nature-birding-027 minas-nature-birding-028

 

Pouco mais a frente uma bonita tesoura-do-brejo deixou os turistas encantados com sua vistosa plumagem e belíssimo display. Não muito longe conseguimos o primeiro grande objetivo, o lenheiro-da-serra-do-cipó. Já o pedreiro demandou um pouco mais de paciência. Estava lá, vocalizando, mas com poucas chances de avistamento. Teimoso que sou, não desisti fácil até que fomos recompensados e o bicho deu uma rápida chance. Ai a chuva apertou demais e precisamos retornar. Houve muita dificuldade, já que as trilhas ficaram alagadas e o rio subiu muito, mas conseguimos chegar. Fizemos um rápido almoço e a chuva não parou mais, forçando a abortar nossos planos para o resto do dia.

 

minas-nature-birding-030 minas-nature-birding-031 minas-nature-birding-032

 

Encerramos a viagem com mais de 150 espécies registradas e boa parte delas com bons avistamentos.

 

Agradecemos a confiança e indicação da Tati Pongilupi, da Brazil Birding Experts e aos nossos clientes pelos ótimos dias juntos e pela paciência e compreensão com o mal tempo.

 

Até a próxima,

 

EDU FRANCO

  • Posted by Eduardo Franco
  • 15 Tags
  • 0 Comments
COMMENTS